domingo, 13 de janeiro de 2008

tortinhas de cupuaçu, cobertas com creme de chocolate, farofinha crocante de pistachio e nuvem de pózinho doce



Pois é... Nome grande e pomposo só pra implicar...

Mas vamos ao que vocês vão querer. Consigam uma bela fruta de cupuaçu. A casca é bastante dura mas é possível abrí-la de duas maneiras básicas: uma por uma batida bem forte e firme com a ajuda de um martelo. A outra, usando uma dessas serras de cortar madeira. Os índios as abrem jogando contra uma pedra...

Depois, é necessário que todos os "bagos" sejam retirados de dentro da casca. Lembra um pouco uma jaca, mas o perfume que exala é divino!

Sente-se (é mais cômodo assim). Coloque os fones de um MP3 nos ouvidos, música relaxante... Uma tesoura que acomode bem nos dedos e é começar a cortar - isso mesmo - cortar a polpa que envolve cada semente. Vá guardando num pote, vasilha, bowl ou qualquer peça que gostes. Pode ser colorida, de vidro, de inox...

Depois de toda ela cortadinha, duas providências com as sementes: deixe-as secar para criar mudinhas maravilhosas ou lixo orgânico!

Meça a quantidade de polpa que conseguiste. Isto varia de acordo com o tamanho do fruto. Junte a essa quantidade, um terço do volume em água filtrada, de morinha, de filtro de barro ou, simplesmente mineral...

Coloque no liquidificador até ficar um caldo grosso. Sem a água vai ser muito complicada esta operação. Mas, vamos em frente. Reserve.

Coloque a mesma medida apurada depois de processada no liquidificador, de outra água da mesma origem da usada no creme, numa caçarola (inox ou cobre) ou num tacho de cobre. Adicione a metade deste volume, de açúcar comum.

Eu coloco uma florzinha de anis e uma bolinha de zimbro. Mas se não tiveres, siga adiante assim mesmo. Isto é mania de cozinheiro maluco como diz a Roberta...

Mantenha em fogo bem baixo até que fique uma coloração mais para o dourado. Mexa sempre.

Depois de pronto, reserve para poder esfriar completamente.

Num bowl, misture 100g de manteiga sem sal (retire ela do refrigerador 1 hora antes de usar) com 80g de açúcar (1/2 xícara). Bata até que fique um creme esbranquiçado e espesso. Adicione duas gemas peneiradas. Misture até incorporar. A seguir, vá adicionando farinha de trigo até o limite de 300g ou 2 xícaras-medida.

A massa deve ficar maleável, úmida e lisa. Deixe ela descansando por meia hora. Pode até ser no refrigerador se estiver quente na sua cozinha.

Forre forminhas de fundo removível. Eu uso de 7cm de diâmetro. Mas, se você não tiver, pode até usar formas de empada! Ou, quem sabe, uma forma de torta das maiores...

Depois do descanso, vá cortando partes da massa e forrando a forma. Sem trabalhar muito. Faça furos com a ponta de um garfo e leve ao forno baixo para assarem até que as bordas comecem a ficar douradas.

Neste ponto, retire e deixe esfriar.

Pique grosseiramente pistachios frescos. Coloque-os numa frigideira com um pouco de açúcar. Mexa constantemente. Retire e coloque sobre a mesa da cozinha (mármore, granito ou até inox). Assim ele esfria mais rapidamente. O processo é para fazer os crocantes... Deixe ali até a hora de usar.

Enquanto isto, coloque para esquentar, em banho-maria a mesma quantidade de creme de leite que for a sua barra de chocolate favorita (150g, 160g,180g...). Se não tiveres o melhor (fresco) use o de caixinha. Só não use de latinha!!!

Quando o creme de leite estiver quentinho, apague o fogo e coloque o chocolate picadinho. Vá mexendo ali mesmo para incorporar. Aproveite o calorzinho que ainda terá a água do banho-maria. Depois que o chocolate estiver todo derretidinho, retire dali e coloque aproximadamente 1 colher de manteiga com sal, bem gelada. Incorpore a manteiga. Isto fará com que o chocolate ganhe brilho e untuosidade. E a tornar o creme mais gostoso...

Coloque na forminha já fria uma porção de creme de cupuaçu. Algo como a metade da forminha. Complete com a creme de chocolate. Reserve para esfriar.

Quase na hora de servir, coloque um punhadinho do crocante de pistachio. Polvilhe com açúcar de confeiteiro. Coloque uma forzinha de hortelã para dar vida...

Veja se ficou assim:

[clique sobre a imagem para ampliar]



Voilá!


8 comentários:

Valentina disse...

Que delícia. tá difícil ver algo com cupuaçu que nao fica uma delicia. Adorei o título da receita também.Inspirador e charmoo.

Akemi disse...

Nunca comi cupuaçu mas pelos comentários que ouço, deve ser uma delícia! Fiquei tentada a experimentar esta tortinha, está com um aspecto lindo!

Anônimo disse...

O título da receita parece nome de peça teatral alternativa. Mas com cupuaçu tudo vai para outra dimensão.

Tentado a experimentar é modéstia.

Tudo de bom!

Gatinha na cozinha disse...

muito diferente sua receita!
estou com agua na boca! bjs dani

Taty - CHOCOTATY disse...

Deve ter ficado DIVINA!
Parabéns, adorei.
BJS

Adriana disse...

Com certeza outra mágica receita1

oquefazerprojantar??? disse...

Assim não vale!!! Não temos por aqui cupuaçu e essa sobremesa parece uma delícia!!!! o que fazer?? vamos ficar "babando"!!!

carlinhos de lima disse...

Pois é... Como fazer esta maldade com vocês? Desculpem-me.