domingo, 24 de fevereiro de 2008

Mis en place


Horta minimalista
Semana passada comprei um tabuleiro novo. Um tabuleiro de plástico não para fazer bolinhos. Não esses de massa de farinha. Mas, muito mais próximos dos bolinhos que as meninas de antigamente faziam quando brincavam de comidinha com as amigas, colegas, irmãs e primas. Pena que isso acabou.

É um tabuleiro para fazer sementeiras. Apesar de não ser invejoso, gosto de observar as coisas que as pessoas fazem e, minha incansável cabecinha logo pensa em alguma coisa. Assim, lá fui eu em busca de um tabuleiro daqueles. Não achei igual. Mas era pra não ser mesmo...

Ai, lá vou eu, depois do tabuleiro, em busca dos complementos: sementes em saquinho, substrato (é eu preferi desta vez comprar pronto. Talvez um dia tenha um pouco mais de paciência para fazer meu próprio. Afinal, agora é apenas um começo. É preciso ir devagar...

Bem, cheguei em casa e já tinha em mente o lugar onde iria começar a brincar com meu novo brinquedinho. Ali, do ladinho onde os vasinhos com manjericão verde, manjericão "pintado" (verde e roxo), alecrim, hortelã e as pimenteiras já estavam morando. Quase um condomínio...

Nos saquinhos que encontrei nessa primeira investida, as sementes de rabanete, rúcula, beterraba, cenoura redonda (é achei que no prato ela ficaria lindinha), tomate cereja e estragão. Esse já no tabuleiro pois estão na época de plantio. Ainda tenho aqui: rabanete comprido, cenoura comprida e pimenta malagueta. Mais a lista de compras é muito grande...

Passada a primeira semana, os rabanetes já deram o "ar da graça". E com isto a alegria aumentou.

Agora já penso nas modificações necessárias para que as coisas fiquem mais organizadas. Afinal, dizem que virginiano é muito organizado. Vai lá saber.

Aqui, uma foto do bebê no berçário!

[clique sobre a imagem para ampliar]


Tomates secos
Outra coisa que nestes últimos dias consegui fazer.

Na realidade não segui receita alguma. Apenas intuição. E uma orientação fabulosa que li em algum lugar já esquecido. MAs fica aqui o crédito para quem postou isto. Uma rolha de cortiça! Sim, uma simples rolha de cortiça passou a ser imprescindível para quem não tem fornos eletrônicos com controle de baixas temperaturas.

Li, em alguns lugares que é possível utilizar outros métodos mas esse me deu um belo resultado.

Comprei aqueles tomates "italianos", compridos. Sem nome ne referência à sua variedade. Os mais uniformes que consegui. Escolhidos, lavados e higienizados, cortei-os ao meio no sentido do comprimento. Aqui segui dois caminhos: numa das metades, retirei as sementes, na outra, deixei elas. Queria ver o resultado. Forrei um tabuleiro com papel vegetal (mas pode usar papel manteiga - só não aconselho o papel alumínio).

Coloquei as metades com o lado do corte virado pra cima. Polvilhei com sal gourmet (é um sal grosso mais huniforme nos seus grãos). Forno aceso no menor calor (algo em torno de 180ºC (mas não posso jurar)) e a rolha ali na parte superior, segurando a porta para ela não fechar. Ah, a rolha era de um espumante MUMM que eu havia tomado outro dia. Mas, se você não tive igual, pode usar de outro vinho. Mesmo sem ser espumante...

O importante é que mantenha a porta entreaberta. A colher de pau pode provocar acidentes: você esbarra e pode até provocar a abertura da porta do forno... Assim, com a rolha, você mantém as características necessárias e a segurança no ambiente.

Bem, eles ficaram ali um bom tempo. Talvez umas duas horas. Um pouco mais. Deu para eu fazer outras coisas.... Vez por outra, uma abaixadinha básica para olhar eles. Ali, murchando. Pareciam meninas se bronzeando nas areias das nossas praias. Ai, resolvi birá-los de bruço. Todos de bundinha pra cima. Um novo banhinho de sal neles e novamente forninho.

Mais outro tanto e lá estavam eles no "jeito": nem muito secos nem muito úmidos. Ainda com polpa. Afinal, nessa primeira experiência não os queria muito secos. São para serem usados numa focaccia que virá.

Retirei-os do forno. Deixei-os "arrefecer" como dizem os amigos d'além-mar. Coloquei-os num pote descartável (novo, hein!)a cada camada, um belo azeite 0,5% de acidez de Trás-os-Montes (terrinha de meu avô materno), folhinhas de manjericão da minha hortinha. Tudo sendo repetido até encher o potinho com 200g deles.
Fechados ficaram voltando à temperatura normal e absorvendo os cheiros e texturas adequados.

Ficaram assim...

[clique sobre a imagem para ampliar]


Mexidas no blog
Nesse meio-tempo aproveitei para dar uma mexidinha no blog. Ajeitar algumas coisa tão pequenas que possam passar desapercebidas de vocês mas que não estavam do jeito que eu queria. Agora as facilidades de compras (parcerias) estão mais fáceis de serem entendidas. Fiqem à vontade para conhecê-las.

Prêmios
Ah, quero agradecer aqui, de público as manifestações da Nádia Lamas, do Vieiras & Trufas, da FerAyer, do Sabor e, da Adriana, do Sala e Cozinha.

Enfim, estas eram as novidades por hoje.

12 comentários:

Mariângela disse...

Carlinhos,estou de volta! Não consegui me cadastrar para ver as fotos do T&D,uma pena,devo ter feito algo errado..que capricho estes tomates,planta berinjela também na sua horta,o Rui fez uma para mim e já tenho quase tudo fresco,as berinjelas estão lindas,ainda do tamanho de uma rolha! Ele plantou quiabo também,e ora-pro-nóbis, tudo cresce que é uma beleza!beijo!

carlinhos de lima disse...

UEBBA!!!!!!!!!!!!!
Bem, vou mandar um "convite" novamente.
Como o Rui conseguiu mudas de Ora-pro-nobis. Já faz tempo tenho pedido por todos os cantos e não consigo...
O quiabo e a berinjela estão na fila.
Como aqui é aperadinho preciso planejar e dar tempo para que as coisas se arrumem.
Olhe os pães que andei fazendo nas tuas férias...

Mariângela disse...

Carlinhos!O Rui conseguiu a muda através de uma aluna que trouxe de MG, se não morresse te mandaria por correio mas acho que não daria muito certo,a Chef tem lá no restaurante inclusive já falou que as vezes poda pois ele toma conta, creio que ela te conseguiria uma muda,o Rui plantou um galho e agora já tenho um baita arbusto! Olhei o seu pão,que mais posso dizer a não ser que fiquei encantada? Sensacional mestre Carlinhos, e certamente uma delícia,beijo!

Anônimo disse...

adorei a hortinha...
cuide bem dela!
bjs

Fer Ayer disse...

Não precisa agradecer...beijos

Fer Ayer disse...

Ah...li uma receita da Nigella Lawson sobre os tomates desidrataos no forno muito legal...ela deixa o forno aquecer a uma temperatura bem elevada e depois coloca os tomates lá, da mesma forma que você colocou e desliga o forno e deixa lá a noite toda só no vapor quente...não experimentei ainda, mas pode ser uma boa solução.
Beijos

Anônimo disse...

Carlinhossss!!!!!!!
Delícia de mis en place!!!!!!!!!!!
Te mando por e-mail meu Confit de Tomates.
Beijas!
Li

Gourmandise disse...

Nossas ervas e pimentas são cultivadas no quintal da mãe do Marcel. Mas o nosso filhotinho Riesling já arrancou algumas (hortelã, alecrim).
bjo,
Nina.

Elba disse...

Depois passa lá no meu blog que tem uma novidade para você. Sobre o desidradatador! MAei seu blog!!! Vai para a minha lista!!
Beijinho! :)

Elba disse...

Desculpe: desidratador!!! :)

Elba disse...

Você deixou um cheiro...Eu deixo um beijinho. Viu o desidratador solar?

carlinhos de lima disse...

Oi Elba, vi sim. Aliás estou pesquisando mais sobre isso. Agradeço teu empenho.
Cheiros, cheiros...