quarta-feira, 21 de maio de 2008

Fogão: precisa tudo isso?


É chegada a hora de aposentar o velho e bom eletrodoméstico, que já não funciona tão bem. Comprar algo é muito excitante, mas a missão de escolher um novo fogão é sempre muito difícil. A consumidora sai de casa animada, cheia de expectativas e com uma quantia pré-determinada para investir nessa aquisição. Chega na loja e se depara com uma infinidade de fogões: várias cores, modelos, funções e preços. E nessa hora, que critérios usar para fazer a escolha?

A primeira coisa que a consumidora deve ter em mente é procurar um produto que alie beleza, funcionalidade, qualidade e também, é claro, preço. Às vezes, atingir todos esses objetivos em um só produto é bem complicado. Vários aspectos devem ser considerados: o espaço disponível na cozinha para a colocção do fogão, as cores combinando com a decoração, a garantia oferecida pelo fabricante, a energia consumida, a facilidade na limpeza, a segurança na utilização, entre outras coisas.

O fogão é um equipamento básico e indispensável a todas as cozinhas. O fogão era, até pouco tempo, uma peça bastante simples e robusta. Todos ofereciam as mesmas comodidades. Com a evolução das técnicas, foram introduzidas inúmeras inovações a eles.

Apareceram no mercado muitos modelos de fogões, tornando difícil às vezes, escolher um modelo e até determinar o que é realmente útil. Os principais tipos de fogão são os de quatro (4), cinco (5) e de seis (6) bocas. Existem os fogões à lenha , à diesel, à gás.

Alguns itens são importantes na hora da escolha. Assim,
  • Observe, antes de tudo, as suas necessidades.
  • Leve em conta o tamanho de sua cozinha e a quantidade de alimentos a serem produzidos por vez.
  • Verifique se ele conseguirá produzir adequadamente as preparações que deseja/precisa. Alguns modelos, por exemplo, apresentam acessórios para uso de panelas WOK. Outros, bicos com tripla chama.
  • Observe os acessórios oferecidos pelos diferentes modelos.
  • Observe com cuidado a qualidade dos materiais de que os fogões são feitos (se são resistentes ou não). Fogões com acabamento em inox são mais fáceis de limpar e mais duráveis.
  • Lembre-se de que a principal qualidade externa de um fogão está ligada às facilidades de limpeza.
  • A mesa (superfície do fogão onde ficam os queimadores e o painel de controle) não deve ter muitas ondulações e furos, para impedir a acumulação de gordura, difícil de ser limpa.
  • As grades onde ficam apoiadas as panelas devem ser facilmente removíveis e lisas para serem lavadas sem dificuldades e, acima de tudo, permitir um fácil manuseio das panelas entre as diferentes bocas. Atenção a esse especial item pois muitas vezes você se encanta com as “facilidades” mostradas pelo vendedor e no seu dia-a-dia isso vai acabar lhe dando dor-de-cabeça.
  • Capacidade e funcionalidade do forno. De nada adiantam marcadores digitais e a temperatura interna não é aferida adequadamente ou a porta deixa passar muito calor para o exterior.
  • Prefira modelos de pé (convencionais) aos modelos de embutir pois estes facilitam limpeza, eventuais manutenções e trocas.

    Ainda assim, não esqueça que:
  • O fogão deve ser colocado longe de correntes de ar. Pois estas apagam as chamas.
  • Não deve ser colocado muito próximo ao refrigerador, pois o calor pode se transmitir e prejudicar o funcionamento dos produtos.
  • Deve ser colocado em um local onde não haja desnível. Se possuir pés niveladores, use um nível para acertar o mesmo pois o desnível pode afetar o resultado final de preparações mais líquidas como bolos, por exemplo.
  • Deve ser colocado o mais próximo à pia da cozinha, quanto possível.
  • Deve haver, perto, uma superfície de armários, balcão ou mesas para facilitar a utilização
    dos utensílios nele utilizados.
  • No caso de não possuir instalação de “gás de rua”, instale o botijão de gás fora da cozinha, e mantenha o ponto de gás (registro de gás encanado ou de botijão) sempre do lado oposto ao ponto elétrico.
  • Para sua segurança não remova a mesa do fogão.
  • Deixe a cozinha bem arejada quando o fogão estiver em uso.
  • Caso a tampa do seu fogão seja de vidro, nunca deixe-a abaixada enquanto os queimadores estiverem quentes e não coloque objetos sobre ela, evitando que se quebre.
  • Quando as chamas (que devem ser azuis) ficarem avermelhadas, é sinal de que há mau funcionamento ou descontrole do fogão. Para que a chama avermelhada se torne azul novamente, limpe a parte de dentro do queimador com uma agulha grossa ou consulte um técnico especializado para ajustar a saída do gás.
  • Regule a força das chamas impedindo que elas subam para o lado das vasilhas.
  • Utilize o fogo brando sempre que possível e diminua a chama assim que o alimento começar a ser cozido.
  • Saiba que a chama curta e azul é mais quente e econômica.
  • Utilize o forno o mínimo que puder e diminua a chama quando atingir a temperatura desejada.
  • Aproveite o calor do forno para preparar dois alimentos ao mesmo tempo, de maneira que não iniba a livre circulação de ar.
  • Evite abrir o forno sem necessidade pois atrasa o processo de assar dos alimentos.

    Para sua segurança,
  • Inspecione o sistema de gás a cada dois (2) anos. Para isso, chame a assistência técnica do fabricante do fogão.
  • Para quem usa botijão de gás, é muito importante que não o deixe sobre chão úmido pois ele pode enferrujar e o gás pode vazar e, a cada vez que receber novo botijão, verifique se a marca impressa no corpo do botijão e no lacre coincidem com o nome do fornecedor.
  • Procure manter os queimadores (bocais) sempre limpos para não correr o risco de entupir.
  • Se por acaso cair óleo, gordura ou qualquer outro tipo de sujeira, limpe rapidamente. A limpeza deve ser feita com detergente e água fervendo.
  • Nunca deixe a panela sobre o fogo quando sair, sem que outra pessoa esteja tomando conta, pois, além do risco do alimento queimar, o fogo pode apagar sozinho e o gás vazará.
  • Mantenha SEMPRE os cabos das panelas voltados para a parte central do fogão.

    Dicas de uso
  • Leia o Manual de Instruções antes de usar não só o fogão, mas todos os eletrodomésticos.
  • Antes de acender o fogão, prepare todos os alimentos a serem levados ao fogo. O pré-preparo é fundamental.
  • Escolha panelas cujo diâmetro cubra completamente a superfície do queimador, pois a chama que excede o fundo da panela representa desperdício de calor. E gasto de dinheiro desnecessário. Ao colocar líquidos para “ferver”, por exemplo, assim que começarem as bolhas de ar, reduza a chama até que o líquido mantenha-se na temperatura.
  • Coloque a panela na trempe antes de acender o queimador. Retire-a somente quando apagar o fogo.
  • Caso o seu fogão não seja dotado de acendedores, acenda o fósforo antes de girar (ou apertar) o botão de liberação do gás.
  • Quanto ao forno, para se obter o resultado desejado, pré-aqueça o forno por 15 minutos para massas leves ( pão-de-ló, bolo etc.) e de 15 a 20 minutos para massas mais pesadas (bolo de frutas etc.).
  • Quando usar o forno tenha cuidado de manter a porta sempre bem fechada.
  • Coloque os alimentos bem no centro ou distribua as fôrmas de maneira que uma não fique em cima da outra. O ar aquecido deve circular ao redor dos fôrmas para um cozimento perfeito.
  • Instale somente um fogão para cada botijão.
  • Não passe a mangueira de plástico por trás do fogão, próximo à chaminé do forno, ou em outro local que provoque o aquecimento da mangueira, evitando danos e vazamentos de gás.
  • Os queimadores (bicos de gás) devem ser limpos de preferência, diariamente para que seus orifícios (buraquinhos) não fiquem entupidos.

    Limpeza do fogão
  • Por fora limpe o fogão com um pano umedecido em água e sabão/detergente neutro, e enxágüe com pouca água. Certifique-se que não deixou nenhum resíduo de sabão/detergente.
  • Limpe os bicos, um por um, retirando todo vestígio de comida que houver caído. Se necessário use um ácido (limão ou vinagre, por exemplo) para auxiliar nesta limpeza.
  • Para limpar as tampinhas, ferva-as em água, vinagre e sal. Esfregue uma esponja de aço e enxágüe.
  • Enxugue muito bem, senão elas poderão atrapalhar a passagem do fogo.
  • Não esqueça de colocá-las em seus lugares certos.


    Agora você já pode receber estes textos em seu email. Cadastre-se!

  • 12 comentários:

    Anônimo disse...

    a postos esperando o pao-de-queijo ;)
    Lisa

    Li disse...

    Carlinhosssssssssss!!!!!!!!
    E, neste fogão lindíssimo, novíssimo e limpíssimo, vamos fazer água de maçãs!!!!!!!!!!
    Viva!!!!!!
    Beijas
    Li

    Axly disse...

    Olá Carlinhos
    É, há três meses mamãe e eu cismamos de comprar um fogão novo.
    E que trabalho que deu, pesquisa do tipo, funcionalidades, preço, cor, tamanho... ufa!!!
    Mas acho que no fim fizemos um bom negócio, não foi tão caro, é bem completo e lindão^^
    Ficamos felizes com ele.
    Kisss!

    Mel L. Ramos Bryar disse...

    Carlinhos...amei o post...assim, que terminarmos a reforma aqui em casa...já coloquei na lista a compra de um novo fogão e seu post foi muitíssimo útil...até imprimi para a hora da compra!!!abraços

    Adriana disse...

    Carlinhos mais uma vez muito útil o que postou.Um grande beijo.

    Fer Ayer disse...

    Nossa, tanta coisa para prestar atenção que até fiquei cansada...risos, ainda bem que já tenho o meu...haha, e para quem não tem...BOA SORTE.
    Beijos

    Tania disse...

    Amei a sua QUITANDA!!!!! Passarei por ela sempre!!
    E para as mulheres que frequentam este Blog, uma sugestão: pesquisem sobre os benefícios do óleo de coco extra virgem, já li que ele ajuda na prevenção de várias doenças, inclusive na candidíase.
    Vou adotá-lo na minha alimentação.

    carlinhos de lima disse...

    Isto aqui está bem florido!!!!!!!!!!!!!!!!

    Anônimo disse...

    aguardando...

    Mariângela disse...

    putz Carlinhos,o meu fogão está desnivelado, o bolo escorrega mais para um lado ,vou ter que convovar o marido para nivelar a coisa,beijo,saudade!!

    vera disse...

    depois da limpeza, fai ser difícil ter vontade de "sujá-lo" novamente!!

    carlinhos de lima disse...

    Gente, é preciso mesmo olhar certas coisas que a gente (de uma maneira geral) nem pensa. Só depois, com o dia-a-dia é que vai percebendo.

    Boas escolhas a quem vai comprar um novo...