sexta-feira, 2 de abril de 2010

Panelas: escolhas, cuidados e usos


A batata que queimou, a carne que ficou seca, o risoto que grudou. Cozinhar requer habilidade, mas sabe que, muitas vezes, a culpa pelo resultado inesperado não está exatamente nas mãos do cozinheiro, e sim no arsenal que está usando? A panela pode ser a vilã!

Depois que o leite materno deixa de ser a principal fonte de alimento, as panelas passam a fazer parte da vida de qualquer mortal. Mesmo sendo objeto indispensável no preparo de alimentos, ele não recebe tratamento à altura de sua importância. Tirando quem é da área, como cozinheiros, gourmets e nutricionistas, poucos se preocupam. Mas o cuidado deveria chegar a todos. Existem componentes nas panelas que fazem mal à saúde e podem passar para o alimento na hora do preparo.

Escolher uma panela é tão importante quanto escolher o alimento que você vai colocar nela. Isso porque os minerais presentes na fabricação das panelas podem interagir com os alimentos, trazendo benefícios e prejuízos a saúde da sua família. Tudo vai depender do uso e também da preservação adequada.

Na hora de escolher a panela é preciso observar três qualidades: a saúde, a praticidade e a funcionalidade.

Além de ter cuidado na hora de comprar, também é preciso saber utilizar e manusear as panelas. O inimigo número um da saúde são esponjas de aço. O atrito da esponja na panela aumenta as chances de materiais como alumínio passarem para os alimentos. O ideal é deixar as panelas de molho ou usar água quente.


Alumínio
As panelas de alumínio são as mais comuns e as mais baratas. Mas também são as que causam mais polêmica. Apesar de ser prática é preciso alguns cuidados no uso dessa panela. O material pode liberar metais tóxicos, por isso não é indicado você deixar o alimento esfriar dentro dela. Na limpeza é indicado o uso de bucha macia ao invés de esponja de aço.



bacalhaucombatata | Uma das panelas de alumínio mais vendidas.

Uma das panelas de alumínio mais vendidas
Click na imagem para mais detalhes no site do fabricante.


Cerâmica
Deixam a cozinha maravilhosa! O problema é que a pintura interna pode conter óxidos de chumbo e cádmio. Algumas até em grandes quantidades. Por isso preste atenção no selo de qualidade. São indicadas para cozinhar sopa de legumes, creme de abóbora ou grandes cozidos.


bacalhaucombatata | As panelas de barro de Guarapari.

As panelas de barro de Guarapari são produzidas por uma comunidade histórica de paneleiras do bairro das Goiabeiras.
Click na imagem para mais detalhes sobre o trabalho destas artesãs..


Cobre
A grande vantagem do cobre é ser um metal mais resistente à corrosão. Na culinária, conquista pela beleza e transmissão rápida de calor de forma homogênea.

bacalhaucombatata | Um modelo de panela de cobre.

Um modelo de caçarola da linha M'Heritage.
Click na imagem para mais detalhes no site do fabricante..


Elétrica
A panela elétrica ou a vapor é um utensílio doméstico moderno que facilita o cozimento de diversos alimentos. O aparelho consiste em um recipiente com isolamento térmico, um elemento de calefação embutido, uma panela interior anti-aderente e uma tampa de plástico ou vidro. Seu funcionamento se dá à medida que o calor é transferido para o recipiente interno, em ritmo lento e constante. A panela elétrica possibilita o fácil preparo de verduras, legumes, carnes, sopas, ensopados, macarrão, feijão, arroz soltinho ou japonês, entre outros. A fonte indireta de calor envolve os alimentos no vapor para cozinhá-los em seu próprio caldo. Alguns modelos de panela possibilitam ainda: grelhar, fritar, assar, gratinar, tostar e manter o alimento aquecido. A panela elétrica é um utensílio versátil, prático e de fácil limpeza.

Certifique-se de escolher uma panela que atenda às suas necessidades. Se você pretende preparar pequenas refeições, por exemplo, escolha um aparelho pequeno. A panela elétrica funciona melhor quando está cheia. Se você tem pouco tempo para cozinhar, opte por um modelo que possibilite preparar mais de um alimento ao mesmo tempo. Há muitos desses no mercado. Outra dica é escolher um modelo que contenha uma louça de barro removível. Ela pode ser levada até a mesa para servir a refeição, pode ser guardada na geladeira e também pode ser limpa na pia ou na máquina lava-louças.

Esmaltadas
Atraem pela beleza, mas podem fazer tão mal quanto às de cerâmica vitrificada. Possuem a camada de esmalte que impede o desenvolvimento de bactérias. São mais usadas para cozinhar pequenos alimentos, molhos e sopas. Na hora da limpeza não use materiais ásperos e produtos químicos fortes.



bacalhaucombatata | Um modelo de caçarola da linha Mãe Ágata.

Um modelo de caçarola da linha Mãe Ágata, uma tradicional marca.
Click na imagem para mais detalhes no site do fabricante..


Ferro fundido
Além de ser muito charmosa e vistosa, essa panela versátil pode ser usada em fogões elétricos, a gás, réchauds, churrasqueiras e vários tipos de fornos. É muito usada pois não se deforma com o calor e conserva melhor a temperatura, o que garante uma economia de gás. Como retém muito calor é sempre bom usar fogo baixo por segurança. Também não a arraste muito no fogão e use utensílios de nylon ou silicone para não estragar o esmalte. Evite choques térmicos. Não use esponjas de aço para limpar e, para secar, coloque sobre a chama do fogão. É ideal para grelhados de filé e peito de frango e também para a saúde.

Quando for escolher a sua prefira as com cabo de madeira. Você sabe que elas são pesadas e ficam quentes por muito tempo. É uma peça importante se você gosta de fazer pratos típicos da nossa cozinha, com muitos molhos e peixes.

É a mais indicada pelos pediatras para a preparação das papinhas dos bebês, reage com a acidez do alimento (tomate, legumes, geléias, feijões) liberando mais ferro para este tipo de alimento. Quanto mais velha for à panela, mais ferro será liberado. Para fazer o melhor uso dessa panela, não guarde alimentos prontos para evitar a oxidação.



bacalhaucombatata | A melhor panela de ferro do Brasil.


Eu considero esta a melhor panela de ferro fundido fabricada no Brasil.
Click na imagem para mais detalhes no site do fabricante..



Inox
Assim como a de pedra sabão, ela também tem a capacidade de distribuir o calor igualmente. Não é indicada para frituras, o óleo pode aquecer demais. Por isso cuidado com o tempo de cocção (cozimento), a comida pode passar do ponto. É mais resistente porque resiste a variações bruscas de temperatura. Ela não libera substâncias tóxicas. Antes de usá-la ferva com água por três ou quatro vezes. O aconselhável é não escovar a panela com esponja de aço. No polimento forma-se uma camada protetora de óxido que ajuda a imperdir que os metais passem para os alimentos.

É a mais usada na cozinha profissional. ''Por ter fundo triplo, atinge altas temperaturas mais rapidamente, além de ser uma panela resistente e de aparência bonita'', explica Roberta Sudbrack, chefe de cozinha do Restaurante Roberta Sudbrack, no Rio de Janeiro.


bacalhaucombatata | Um dos modelos mais tradicionais.

Um dos modelos mais tradicionais, fabricado desde os anos 1980.
Click na imagem para mais detalhes no site do fabricante..


Pedra sabão
Devido à maleabilidade, o esteatito acabou ganhando dos artesãos o apelido de pedra-sabão. As cozinheiras perceberam outra vantagem: essas panelas retinham o calor por muito mais tempo que as panelas comuns da época. Por isso, são ideais para preparar feijão, angu, caldos e sopas ainda hoje. Além de pratos clássicos da culinária mineira, como o frango de molho e o feijão-tropeiro.

A natureza antiaderente e a capacidade de reter calor por muito tempo são as características mais atrativas. Este tipo de panela tem várias vantagens. Uma delas é cozinhar sem alterar o sabor dos alimentos. Pelo contrário ressalta ainda mais. Também consegue aquecer os ingredientes por igual e dura por muitos anos. Não guarde alimentos nela, nem use para frituras. E quando for colocá-la no fogo, no início sempre use fogo baixo para que ela não rache devido ao choque térmico. Antes de usá-la é indicado fazer um “tratamento” para liberar os teores tóxicos de níquel que ela tem. Isso é simples. Unte a panela com óleo vegetal, coloque água e deixe no forno quente por duas horas. No dia-a-dia limpe bem, pois a superfície é porosa e abriga microorganismos. Ela é ótima para cozinhar moquecas, feijoadas e a comidinha mineira.


bacalhaucombatata | Panela tradicionalmente feita em Ouro Preto.


Caminhando pelas ruas de Ouro Preto é comum encontrá-las nas oficinas dos artesãos.
Click na imagem para mais detalhes sobre o processo artesanal de fabricação..


Teflon
Um estudo da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP afirma que o teflon é uma barreira para a passagem de metais prejudiciais à saúde. A presença de politetrafluoretileno, com propriedades antiaderentes, exige o uso de pouco óleo no preparo dos alimentos.


bacalhaucombatata | m modelo comum de panela de alumínio revestido de teflon.

Um modelo comum de panela de alumínio revestido de teflon.
Click na imagem para mais detalhes no site do fabricante..


Vidro
São as únicas que não transferem qualquer resíduo para a comida. O material é obtido por um processo de congelamento de líquidos superaquecidos. O maior atrativo do vidro é a beleza e a transparência que permite ver o processo de elaboração dos alimentos. A facilidade da limpeza é outro ponto positivo. Mas o preço e fragilidade do material pesam na escolha.



F A C I L I D A D E S

+ Acompanhe este blog pelo twitter.

+ Receba aviso sobre novos textos em seu email. Cadastre-se!

+ Antes de imprimir este texto, pense na sua responsabilidade com o meio ambiente: click aqui!




Click para escolher e comprar seus livros na Livraria Cultura!


11 comentários:

Shirley Guimarães de Mello disse...

Adorei o post. Muito explicativo. Mas sinto falta das fotos das panelas. Algumas que vc cita eu nunca vi. Poderia incluir as fotos? Aqui em casa usamos as piores: alumínio. E ariamos com bombril, ou seja, tudo de errado né? :-( O que vc acha de panela de inox por fora e revestimento de teflon por dentro. Vi esses dias e fiquei a fim de comprar.

carlinhos de lima disse...

Pronto, amiga... Você está atendida em quase tudo.
Preciso, ainda, buscar imagens adequadas para as faltantes...

Li disse...

Obrigada! Sempre gostoso de ler e com conteúdo de verdade!!! Beijas!!!

Claudia disse...

Eiii
Gosto das de pedra sabão.....fáceis de manusear e ainda vão à mesa...e ficam lindas !
bjs

Shirley Guimarães de Mello disse...

Agora sim! post completo. Aprendi um pouco mais. obrigada!

Pascom - Canal Interativo disse...

Muito bom! É importante frisar também a importância dos utensílios que devem ser utilizados com alguns tipos de panela.
As que possuem revestimento antiaderente, por exemplo, são minhas preferidas pela facilidade de cozinhar com pouquíssimo ou nenhum óleo (= mais saúde) e de limpar (devido ao revestimento a comida não agarra como em outros tipos de panela).
Porém, para manter esses benefícios por mais tempo é imprenscindível o uso de talheres que não agridam o antiaderente: madeira, silicone, nylon.
Dei algumas dessas panelas para minha mãe e em 1 ano já não sobrou muita coisa do teflon no fundo da panela... :(

carlinhos de lima disse...

Muito boa a tua complementação ao assunto.

Fiquei contente pela tua participação.

Volte sempre por aqui!

Shirley disse...

O link da panela de ferro tá com problema.

carlinhos de lima disse...

Já acertado!

Pr. Renato Lourenço disse...

Gostei muuuuuiiiiitooooo. Essa sabedoria veio de Deus na sua vida. Continue assim...

Marlucia Mota disse...

Minha dúvida é sobre os matérias que são usados nas panelas elétricas .Uso há muito tempo...Se puder me ajudar...Obrigada desde já!